Como saber quando o “desejo” se torna uma “obrigação”:

Nós todos gostamos de gastar algum tempo em determinadas épocas do ano para limpar. Mas para algumas pessoas o desejo intenso de manter uma casa limpa, pode causar sofrimento.

Como saber quando a minha mania pela limpeza é muito mais que um comportamento sadio? E procurar ajuda?

Por vezes tomar esta atitude, nem sempre é fácil, mas o maior sinal de alerta de que é hora de procurar ajuda é quando as suas obsessões e / ou compulsões começam a prejudicar a sua capacidade de viver a sua vida com naturalidade, ou por outras palavras, quando as suas preocupações exageradas consomem muitas horas do seu dia, ou prejudicando a sua capacidade de trabalhar quer em casa, na escola ou no trabalho. Se a sua ansiedade está a causando sofrimento significativo ou dificultar o cumprimento das suas responsabilidades diárias, é um dos sinais de que deve procurar ajuda para compreender o que realmente se está a passar.

Quatro princípios que ajudam a reflectir, se deve procurar ajuda profissional:

1. É capaz de parar de limpar sem ficar ansioso e com medo?

É normal querer fazer uma limpeza profunda em casa de vez em quando. No entanto, se a sua necessidade de limpar o fizer ficar ansioso e com medo de parar de limpar ou insistir que não está limpo o suficiente, é um sinal alerta.

2. É capaz de pensar logicamente sobre as preocupações e comportamentos?

Muitas pessoas têm superstições ou rituais que realizam, mas logicamente são capazes de separar a superstição da realidade, estas não são consideradas obsessões ou compulsões.

Por exemplo, alguém pode ter uma “caneta da sorte” que usa para fazer todos os exames. Mas se um dia essa pessoa perdesse a caneta, poderia ficar chateada, mas saberia que na realidade não era a caneta que lhe dava boas notas; e continuaria a fazer o teste conforme o programado.

No entanto, se a pessoa se recusou a fazer o exame porque não tem a caneta e não conseguiu realizar o exame, isso pode ser considerado algo mais que uma superstição.

3. Os seus ” desejos ” tornam-se ” obrigações “?

Grande parte de nós quer um lar limpo, onde as coisas são organizadas de uma certa maneira. Mas quando este querer passar a uma necessidade extrema, pode causar sofrimento. Há uma clara diferença entre as pessoas que gostam de ter um espaço limpo e arrumado, e que acham que é benéfico, para aquelas que sentem que precisam de limpar a sua casa para aliviar a sua ansiedade e sofrimento.

É a essa diferença entre o preferir algo de uma certa maneira e o sentir que precisa de manter algo assim para aliviar os pensamentos ruminantes, que diferencia o que é um “desejo” de uma obsessão.

4. As suas obsessões impedem-no de ter vida normal?

Um dos factores mais importantes para determinar se precisa de ajuda de um profissional é se suas obsessões e / ou compulsões estão interferir na sua vida diária e bem-estar.

É impensável para si sair de casa sem verificar muitas vezes, para ter a certeza de que o seu fogão está desligado ou que a porta da frente está trancada, fazendo com que se atrase para o trabalho várias vezes por semana?

Os pensamentos irracionais constantes de ser assaltado impedem que tome o caminho mais rápido para casa? As suas obsessões estão a assumir o controlo da sua vida?

Esclareça as suas dúvidas junto de um profissional de Psicologia.

É importante não perder a esperança e retomar o controlo da sua vida.

Hoje é um óptimo dia para começar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

como alcançar os meus objetivos coaching porto life coaching psicologia positiva como tornar desejos em realidade
%d bloggers like this: