Uso abusivo dos Smartphones – e o sonambulismo diurno

A higiene do sono é definida como hábitos e práticas que propiciam dormir bem regularmente e ter plena vigilância diurna. A má higiene do sono tem sido associada a ritmos circadianos interrompidos, que podem desencadear depressão , ansiedade e níveis abaixo do desempenho no trabalho e na escola, devido à redução da função cognitiva e da coordenação física causada pelo débito do sono.

Diversos estudos concordam que o uso noturno excessivo de dispositivos digitais é uma crescente epidemia, que está causar distúrbios no sono, e um amplo espectro de consequências psicológicas.

Dormir com o telefone ao lado da cama sem desligar o som, é provável que acorde pelos toques e consequentemente passar o dia meio sonâmbulo no dia seguinte.

Desconectar-se dos dispositivos digitais e limitar o uso durante as horas que são reservadas para dormir é de extrema importância psicológica e cronobiológica.

Diferentes estudos apontam que a exposição nocturna aos ecrãs dos smartphones está associada a uma menor qualidade do sono, mantém-nos mentalmente ocupados até tarde da noite, dificultam o processo para que possamos relaxar e adormecer. Além de manter nos ocupados mentalmente à noite, os smartphones emitem “luz azul”, segundos os estudos, é a cor mais perturbadora para o nosso ritmo circadiano, a luz azul impede a produção da melatonina, uma substância química do organismo que promove o sono.

Temos cada vez mais adolescentes viciados, jovens cansados e demasiados ocupados com os smartphones, afectando o desempenho académico, a felicidade e o bem-estar.

Quando apagamos as luzes, devemos fazer uma transição gradual da vigília para o sono. Se uma pessoa continua a receber mensagens de texto com alertas e emissão de luz, isso também pode atrapalhar o seu ritmo circadiano. Precisamos de estar cientes do uso excessivo e errado dos dispositivos electrónicos, tendemos a dormir tarde, e quando vamos contra ao ritmo natural do sono, tornamo-nos menos eficientes.

O sono não é um luxo; é uma necessidade biológica. Não estamos a promover a quantidade ideal de sono.

A adolescência pode ser um período de maior vulnerabilidade para o aparecimento de depressão e ansiedade, e a má qualidade do sono pode contribuir para isso. É importante que entender como o uso das redes sociais se relaciona com isso.

O ideal é desligar todos os dispositivos digitais uma hora antes de dormir para minimizar a exposição à luz azul, que perturba os ritmos circadianos e os padrões de sono. Usar um despertador tradicional e carregar o telefone durante a noite fora do quarto. A desconexão dos nossos smartphones requer alguma força de vontade para a maioria de nós, mas minimizar a exposição antes e durante a hora de dormir ajudará a reduzir os distúrbios do sono e as consequências subsequentes da falta de higiene do sono, como o sonambulismo diurno.

Precisa de ajuda para combater essa nhecessidade, confie em nós, Contacte-nos já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

uso abosivo de telemovel uso excecivo de telemovel uso de tecnologias uso excecivo de tecnologia uso abosivo de tecnologia psicologia adolescente psicologia infantil coaching de dependencias dependencias
%d bloggers like this: