Meditação Infantil

A meditação infantil pode ajudar na concentração e amenizar o stress e a hiperactividade das crianças.

A nossa actual realidade cultural, está afectar as nossas interações e experiências humanas. Cada vez mais vivemos numa sociedade acelerada, repleta de tecnologias e multitarefas, o que causa muito stress a todos, incluindo as crianças. O Mindfulness e a meditação são ferramentas que permitem trazer mais consciência ao presente, alterando a nossa forma de estar, pensar e agir. Estas práticas podem ser facilmente integradas num estilo de vida agitado em pequenas de tempo. Praticando atenção plena ou meditação, desenvolvemos e fortalecemos a nossa capacidade de acalmar e acalmar os nossos pensamentos e acções e, finalmente, somos capazes de aquietar a nossa mente sem lutar. Apenas sentando e “não fazendo nada”, estamos realmente fazendo muito.

Cada vez mais as crianças são rotuladas com hiperactividade, stress, ansiedade, depressão quando lidam com um mundo. Estão sobrecarregados com horários completos, e absorvem muito o stress do ambiente, pais ou cuidadores, mesmo quando não é intencional ou talvez não seja notado.

É difícil imaginar as crianças sentadinhas e de olhos fechados por mais de cinco minutos. Mas é possível. Claro que não é do dia para noite, a meditação, assim como na prática dos adultos, requer tempo, paciência e treino. O exemplo é muito importante na hora de ensinar as crianças.

Além de outros benefícios, a meditação promove a diminuição da hiperatividade, melhor desempenho escolar, mais concentração e foco, menos stress, menos nervosismo ou ansiedade.

Três regras simples:

Dê o exemplo, não obrigue a criança a meditar.

Inicie com breves minutos, nunca superior a cinco minutos.

Meditar pode ser brincar com a supervisão do adulto.

Três sugestões que podem ajudar as crianças a iniciarem a meditação:

  • Concentração na respiração – simples. Sentados, confortavelmente, de olhos fechados, prestar atenção e concentração no ar que entra e no ar que sai. Podendo ser acompanhada por uma sugestão auditiva, “.. Presta atenção no ar que entra no narizinho sente o friozinho e enche o peito, e solta devagarinho e sente ele a ficar quentinho. Um, dois, três. Ar entra. Um, dois, três. Ar sai.”
  • Outra alternativa a esta, é colocar um pequeno objecto, exemplo um patinho de borracha em cima da barriga da criança deitada e pedir que preste atenção no patinho que sobe quando ar entra e desce quando o ar sai.
  • Repetição de palavras, frases ou sons. Simples como amor, saúde, alegria, ou frases com sentido positivo “…o meu coração é amor, o meu coração é paz..”
  • Histórias simples adaptadas ao relaxamento.

Estas práticas podem ser facilmente integradas num estilo de vida agitado em pequenas quantidades de tempo. Praticando atenção plena ou meditação, desenvolvemos e fortalecemos a nossa capacidade de acalmar e acalmar os nossos pensamentos e acções e, finalmente, somos capazes de aquietar a nossa mente sem lutar.

Apenas sentando e “não fazer nada”, estamos realmente a fazer muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

meditação infantil meditação reiki infantil psicoterapia infantil
%d bloggers like this: