O que é “Burnout”?

O “Burnout” é o que se pode interpretar como “todo queimado”. Em que se atinge um ponto de cansaço extremo, devido a uma actividade profissional exigente e stressante, que esgota a energia e que leva ao esgotamento total. A doença, de acordo com a OMS, caracteriza-se por “um sentimento de exaustão, cinismo ou sentimentos negativo ligados ao trabalho e eficácia profissional reduzida”.

O cinismo, a depressão e a letargia do esgotamento podem ocorrer quando uma pessoa não está no controlo de como o trabalho está a ser realizado. Ou quando desempenha uma tarefa para um objectivo que não ressoa, ou quando uma pessoa não tem apoio – no escritório ou em casa. Se uma pessoa não se adaptar às responsabilidades para corresponder as expectativas, ou pelo menos fazer pausas de vez em quando, a pessoa pode enfrentar uma montanha de problemas ao nível mental e físico.

Três dos principais Sintomas de Burnout:

  • Sentimentos de esgotamento de energia ou exaustão
  • Aumento da distância mental do seu trabalho ou sentimentos de negativos ou cinismo relacionados com o seu trabalho
  • Redução da eficácia profissional – ou, em termos leigos, fazendo um mau.

Embora os sintomas se pareçam semelhantes a outras perturbações do humor, como a depressão ou a ansiedade, a chave para identificar “burnout”, é que os sintomas estão especificamente relacionados com o trabalho.

Se sofre de burnout, procure apoio junto de profissionais, de amigos ou familiares. Adquira novos hábitos como Mindfulness, yoga, meditação, pode ajudar a trazer de volta uma sensação de equilíbrio à sua vida.

O exercício regular também é essencial para o funcionamento físico e emocional geral saudável. Garantir que o seu corpo tenha descanso suficiente, incluindo o sono profundo, ajudará a reagrupar e construir os seus recursos internos. Quando o seu comprometimento com o cargo supera o seu comprometimento com o seu próprio bem-estar, provavelmente estará sacrificando-se tanto quanto imaginou.

Semelhante a combater a depressão, a cura é fazer as coisas que exigem que se envolva.

O burnout é cada vez mais comum em culturas que valorizam mais a nossa produção relacionada com o trabalho do que com o nosso valor intrínseco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

cansaço cansaço extremo exaustão stress estar exausto
%d bloggers like this: