Como ajudar os filhos com stress escolas.

Pais! Como ajudar os filhos a enfrentar o stress do final de ano.



Já exauridos dos meses de esforço, alguns alunos podem ver a luz no fim do túnel, mas ainda tem de se preparar para uma série de exames finais apesar do estado de exaustão. E aqueles alunos que não têm se mantido tão zelosos por qualquer motivo, especialmente aqueles com diferenças de aprendizagens, questões da atenção ou vulnerabilidade sócio emocional, podem sentir que poderiam voar mais cedo da escola, do que enfrentar mais conjunto de problemas. Mas em geral, nesta fase, os alunos estão prestes a entrar em colapso devido à pressão das demandas académicas do fim de ano.

Como pai, é extremamente assustador ver o seu filho a lutar com a ansiedade e os pensamentos negativos em resposta ao stress da escola, principalmente na recta final. O seu apoio, o da escola, e se possível ajuda de um psicoterapeuta, pode impedir ou pelo menos minimizar o impacto dos efeitos da pressão do final de ano.

Esteja atento.

Acompanhe o seu filho nesta fase final, tente identificar os factores que podem estar a provocar stress, falta de energia e mudanças no seu estado de humor. Se é apenas as expectativas do final do ano ou se algo mais drena a sua energia.

Evite o julgamento ou crítica.

Reconheça e aceite que o seu filho a desistir, existem razões válidas, sem dúvida.  Pode sentir que ele / ela tem uma situação muito melhor do que a sua, mas isso simplesmente não é relevante para uma criança que se sente paralisada, deprimida, em pânico ou sobrecarregada.

Não faça planos a longo prazo, dê soluções a curto prazo.

Centre a sua atenção no presente, se o seu filho está com dificuldades para concluir as aulas, a sua maior prioridade é fazê-la passar por essa fase.  

Divida o todo em partes menores e mais fáceis de organizar.

Muitos estudantes no final do ano ficam sobrecarregados com os exames finais, costumam dizer que simplesmente “não sabem por onde começar”. Se seu filho se permite o seu apoio, comece a decompor esta carga emocional, e organize com ele o estudo por partes, crie um calendário detalhado com metas realistas a realizar a cada dia.

Mantenha uma perspectiva positiva

Por vezes vemos estudantes que estavam anteriormente (no último ano, no último semestre, até mesmo no último mês) em dificuldades florescendo do outro lado de uma crise de desenvolvimento, emocional ou académica. Tranquilize o seu filho, vai melhorar e recuperar, mesmo que o caminho não seja tão linear, nem tão rápido quanto gostaria.

Permita que esta caminhada seja tranquila, efectivamente ela vai passar.

Veja também:

O fim do ano Lectivo, e agora?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

psicologia psicologia infantil psicologia adulto life coaching business coaching nutrição
%d bloggers like this: