Narcisismo Saudável

Num artigo anterior falamos das características das pessoas narcisistas, e o quanto pode ser difícil lidar com elas. Todos nós temos uma imagem de um narcisista: egocêntrico; manipulador para estar no topo, para ganhar adoração ou grandiosidade.

E o que é o narcisistas saudável? Na sua essência, é a visão de si no mundo e o mundo sobre si, e tomar posturas assertivas e responsáveis, o meio termo.

Os verdadeiros narcisistas “parecem” não dar a mínima importância para o que os outros pensam, mas no fundo importam-se profundamente com o que os outros pensam deles.

E você? Preocupa-se com o que os outros pensam de si?

Há aquele velho ditado: “Aos 20 anos preocupa-se com o que todo mundo pensa de si, aos 40 anos não se importa com o que pensam de si, e aos 60 anos percebe que ninguém pensa em si.” e os narcisistas parecem ter ficado estar presos nos 20 anos.

O meio-termo saudável aqui é não se importar com o que maioria das pessoas pensa de si, mas importar-se com o que as pessoas que lhe são próximas, não em termos das suas conquistas e elogios, mas em se importar se eles se sentem respeitados por si. Sinta-se seguro o suficiente para ser honesto, aberto e íntimo com você; sinta-se sinceramente preocupado com o bem-estar deles.

Não leve as coisas para o lado pessoal. Os narcisistas levam para o lado pessoal porque pensam que o mundo gira em torno deles. Eles estão sempre em hiper-vigilância, eles têm uma vantagem paranóica.

O saudável contra isso é ver os outros não como os melhores ou piores que você, mas como iguais – a empatia.

Concentre-se em si.

É aqui que os narcisistas obtêm a sua reputação, concentrando-se em si mesmo e no seu impacto sobre os outros o tempo todo. A versão saudável está em concentrar-se em si, sentido, pensando pela sua cabeça e viver a sua própria vida com base nos seus valores, tendo uma visão saudável de uma vida cheia de paixões, prioridades, objectivos. É decidir sobre o tipo de pessoa que quer ser.

Desfrute da companhia dos outros.

O prazer narcísico é baseado no fato das outras pessoas o verem como ele se vê, se elas lhe dão ou não a atenção e o elogio que ele acha que merece, isto é, elas não gostam realmente dos outros, a menos que sejam válidas.

Enquanto os narcisistas podem estar no extremo do egocentrismo, há aqueles que estão no pólo oposto – aqueles que são passivos. Eles têm medo do confronto, têm medo de definir e declarar as suas necessidades e desejos, e assim vivem as suas vidas, paradoxalmente como narcisistas, na verdade moldados por outros.

O saudável antídoto para o lado narcisista é abandonar a manipulação e até mesmo as expectativas. Permita-se apreciar a pessoa com quem está a falar, por quem ela é, aqui e agora, sem pensar adiante. A abordagem saudável para aqueles que são mais passivos é aumentar a sua postura e ser assertiva sobre o que precisa e deseja.

Assuma a responsabilidade das suas acções.

Os narcisistas raramente assumem a responsabilidade dos seus comportamentos, em vez disso, recuam, desviam, culpam os outros. A abordagem saudável é aquela em que aceita a responsabilidade das suas decisões e acções, quando não se vê como uma vítima perpétua, quando se desculpa quando magoa inadvertidamente os sentimentos de alguém.

Pensar e cuidar de si faz parte de uma boa saúde mental: trata-se da assertividade, de ser focado, ser proativo, em contraste, a acomodar-se aos outros, estar disperso ou reagir infinitamente a tudo que acontece ao seu redor.

O meio-termo saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

narcisismo o que é narcisismo auto-confiança autoconfiança como ter autoconfiançça como ter auto-confiança
%d bloggers like this: