Não pare!

Deixe o seu propósito de vida se desdobrar ao longo do caminho.

A vida não tem sentido. Essa é a crença principal daqueles que vivem por viver, o peso da injustiça e do vazio existencial.

Muitas vezes ficamos presos à loucura do momento ou à frustração da situação. É real, que somos encorajados a viver o momento, mas isso pode encorajar alguns de nós a perder de vista o conhecimento de que o “momento” é apenas, um breve passo na jornada da nossa vida.

Muitos de nós busca o prazer imediato, para evitar o sofrimento. O homem tem a necessidade de fazer algo com a sua vida (o propósito de vida), que não seja apenas bom, mas que seja feito por ele mesmo dando sentido à sua vida, e quando isto não acontece, somos absorvidos por um sentimento de vazio, o vazio existencial.

Mas afinal o que é o propósito de vida?

O propósito de vida também pode estar relacionado com objectivos, mas a este nível é algo mais profundo, o propósito de vida no ser humano é o sentido que dá à sua vida, a intenção de alcançar uma existência plena e não existir por inércia.

O sentido da vida está relacionado ao destino que quer e precisa, e entende que o sentido da sua vida não se reduz apenas a algo material e finito, mas transcende, vai mais além. Quando isso não acontece como esperado, quando as circunstâncias não atendem às expectativas do seu projecto de vida e a “falta de sentido” leva ao abismo do vazio existencial.

Quem decide a sua vida?

Vivemos presos no “ele disse, ela disse”, “ele pensa, eu acho”, “eu acho que ele pensa”, e “ele pensa que estou pensando”, e assim por diante. Esquecemos que, quando pensamos por nós, com assertividade, poderíamos permitir que esse momento fizesse parte do passado, em vez de consigná-lo ao nosso presente – e em alguns casos, tornar-se o nosso futuro.  

Ao longo da nossa jornada, já nos arrependemos de algo? Deixamos que o passado nos envolva na tristeza, queimando o nosso ser com ressentimentos, alimentado a raiva? E quando as oportunidades surgem, permitimos que um passo anterior na nossa jornada influencie a nossa nova etapa?

É humano recolher alguns arrependimentos ao longo do caminho, e infelizmente, nenhum de nós pode prever com certeza a onde o próximo passo nos levará. É possível usar as lições aprendidas ao longo do caminho para informar as direcções futuras, mas não há garantias de que o local onde vai, será o lugar onde deseja permanecer.

Os sonhos mudam com o tempo, as esperanças amadurecem e nossas oportunidades se multiplicam à medida que as suas competências se expandem.

A única coisa constante na vida é a mudança. Permanecer parado é muitas vezes mais difícil do que avançar neste mundo acelerado.

Abrace o momento, mas somente no momento. Quando acontece algo que preferiria não ter, não se deixe levar pela lama. Claro que não há problema em respirar e amaldiçoar o seu destino, se for preciso, mas transformar esse momento desagradável e avançar, é apenas um passo no caminho para a próxima direcção.

Os seres humanos podem crescer a partir da adversidade, portanto, permita que os seus passos falsos sejam apenas isso – falsos passos no caminho para viver a sua própria vida, única, individual e autêntica.  

Nenhum de nós está aqui para ditar como deveria ser a sua vida, mas temos a responsabilidade de nos assegurarmos de que nos impulsionamos para um futuro melhor.

“O ser humano não é apenas mais uma coisa entre tantas outras; as coisas se determinam umas às outras. Mas o homem, em última análise, é o seu próprio fator determinante. O que acontece dentro dos limites de suas faculdades e de seu ambiente deve fazê-lo por si mesmo”.
– Viktor Frankl –

Não fique parado por muito tempo ao longo do caminho, sobretudo em lugares que não fazem sentido para o que se está a tornar, seja a sua melhor versão.

Saboreie cada passo da sua jornada. Todo o caminho fornece uma jornada única para se tornar a pessoa que deveria ser – ou gostaria de se tornar. Saboreie cada etapa, sabendo que só você pode decidir o seu propósito de vida. Somos responsáveis ​​pelas nossas acções, as nossas emoções, os nossos pensamentos e decisões.

O sentido da vida está sempre em mudança, nunca cessa. Todos os dias e em todos os momentos, temos a oportunidade de tomar decisões que determinarão se estamos sujeitos às nossas próprias circunstâncias ou se agimos com dignidade, ouvindo o nosso verdadeiro eu com responsabilidade e livres das armadilhas do prazer e da satisfação imediata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

o que é o propósito da vida propósito da vida fustração life coaching auto-ajuda
%d bloggers like this: